preloader

Google Analytics: para que serve essa plataforma?

Google Analytics: para que serve essa plataforma?

Logo Google Analytics
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter

Google Analytics: para que serve uma das melhores e mais conhecidas plataformas do Google?

Além de ser uma das formas mais utilizadas para acompanhar o desempenho de um site, é também uma poderosa ferramenta para obtenção de dados, tornando-se fundamental para o planejamento estratégico.

O Google Analytics é uma plataforma que compila dados e apresenta diversas métricas de desempenho de um site. Assim, se bem utilizado, se torna um poderoso aliado dos donos de sites.

Confira nesse post que fizemos para você:

  • Como funciona o Google Analytics;
  • Quais suas principais métricas; e 
  • Como utilizar esses dados de forma estratégica para o sucesso do seu negócio!

Como funciona o Google Analytics?

De modo geral, o Google Analytics (GA) é uma ferramenta gratuita que o próprio Google disponibiliza para que os publishers possam acompanhar os dados da audiência do seu site. Para isso, o GA coleta em tempo real diversos dados relacionados às visitas e aos usuários do seu site.

Essas informações vão desde características das visitas ao site, como tempo permanecido no site e páginas visitadas, até características dos usuários.

O GA reúne informações valiosas sobre seus visitantes e sobre as visitas que eles realizam no seu site!

Não precisaríamos nem dizer por que essas informações são de suma importância, né? Com elas você consegue identificar exatamente quem está interessado no seu conteúdo e quais páginas do seu site possuem melhor desempenho.

Com esses dados em mãos, é possível tomar as melhores decisões estratégicas para o seu negócio.

É sempre importante reforçar: quem não observa os dados, navega no escuro!

Quais as principais métricas do Google Analytics?

Seja você um ávido usuário do GA ou uma iniciante na plataforma, as informações mais relevantes serão geralmente as que o Google apresenta já na página inicial. Elas apresentam uma visão geral do desempenho do seu site no período especificado.

No gráfico dinâmico que aparece na página inicial do GA, você pode analisar as métricas de usuário, sessões, taxa de rejeição e duração da sessão.

Todas elas são referentes ao período que você especifica no gráfico e você pode ver o desempenho individual de cada uma clicando nelas.

Usuários

A métrica Usuários é o número de visitantes que estiveram no seu site pelo menos uma vez naquele período.

Para realizar este cálculo, o Google analisa os cookies de armazenamento de dados e contabiliza  número de usuários únicos.

Embora deletar cookies não seja uma prática comum dos usuários, caso isso ocorra, um mesmo usuário pode ser contabilizado duas vezes.

Sessões

A métrica de sessões no GA é referente a um conjunto de ações que um usuário realiza dentro do seu site.

Para essa métrica ficar mais clara, vamos utilizar um exemplo:

Imagine que um usuário entre no seu site por meio de uma busca orgânica no Google e interaja com algumas páginas.

Algo chamou a atenção deste usuário em outra aba e ele ficou fora do seu site mais de 30 minutos. Após mais de 30 minutos de inatividade no seu site, este usuário retorna e continua navegando pelo seu conteúdo.

No caso acima, o Google Analytics contabiliza duas sessões para esse usuário, pois seu parâmetro padrão é 30 minutos de inatividade para contabilizar uma nova sessão.

Taxa de rejeição

Essa métrica confunde algumas pessoas! Mas vamos explicá-la de forma bem simples porque ela é muito importante.

Imagine que você está olhando uma vitrine de roupas e entra numa loja para ver melhor os produtos. Assim que você vê a primeira blusa em um manequim você percebe que essa loja, na verdade, não oferece o que você está buscando.

Qual sua ação seguinte? Provavelmente se retirar da loja sem visualizar mais nada, certo? Com sites é exatamente a mesma coisa.

Se um usuário acessa seu site e vai embora sem interagir com nenhuma outra página que não a página que ele inicialmente entrou, o Google Analytics entende que ele rejeitou o seu site.

É importante acompanhar essa métrica para criar maneiras de diminuí-la cada vez mais.

No geral, você pode verificar os pontos a seguir para diminuir a taxa de rejeição:

  • O conteúdo do seu site está atualizado?
  • Os textos são fáceis de ler e entender?
  • O design é atrativo e a navegação é simples?

Confira mais 5 dicas para melhorar a experiência da audiência do seu site!

Duração da sessão

Essa métrica se refere ao tempo médio de cada sessão no seu site. Ou seja, ela não mostra o tempo médio que cada usuário passa no seu site, mas sim o tempo médio de cada sessão. Como comentamos, cada usuário pode realizar diversas sessões em um mesmo dia. 

Quando falamos que o Google Analytics é um grande aliado do planejamento estratégico, é principalmente pelo fato de que ele permite que você analise com facilidade as métricas mais importantes para mensurar a audiência.

O Google possui alguns relatórios pré-estruturados separados em categorias, e além disso, também permite que você crie relatórios específicos para o seu negócio, ou seja, com as métricas que são de interesse para você.

Quais os principais relatórios do Google Analytics?

Os relatórios do Google Analytics são estruturados a partir de dimensões, métricas, tipos de gráficos e segmentos.

Confira os relatórios prontos (e bem completos!) da plataforma e descubra como elaborar outros personalizados para suas necessidades.

Relatório em tempo real

O relatório em tempo real apresenta informações sobre as visitas e os visitantes em tempo real no seu site.

Assim, você consegue ver quem está online no seu site, como eles chegaram ali (origem de tráfego) e com quais páginas eles estão interagindo.

Relatório de público alvo

O relatório de público alvo traz diversas informações sobre os seus visitantes e sobre os comportamentos deles dentro do seu site.

Na imagem acima trouxemos apenas um pedacinho do que é mostrado neste relatório, existem diversas subcategorias que permitem a personalização do relatório de acordo com as suas necessidades.

Dentro do relatório de público alvo você encontra diversas informações, como:

  • Demográficas;
  • Interesses;
  • Geográficas;
  • Comportamento dos usuários;
  • Dispositivos que eles utilizam para acessar o seu site;
  • Fluxo (ou caminho) dos usuários.

Todas essas categorias você encontra de forma bem simples no painel lateral esquerdo.

Relatório de aquisição

Este relatório traz informações mais específicas sobre as origens de tráfego, ou seja, sobre como os usuários chegaram até o seu site.

Com esse relatório você consegue visualizar, por exemplo, como anda o tráfego pago e o tráfego orgânico.

Além de também obter informações sobre o próprio Google Ads e o Google Search Console de maneira integrada no Google Analytics.

Relatório de comportamento

Este relatório é muito interessante, pois possibilita que você entenda como os visitantes interagem com o seu site.

E, observar na prática o comportamento dos usuários, é uma maneira excelente de validar a própria estrutura do seu site. Pois quando você cria uma estrutura para o seu site, você está pensando em caminhos ideais para o usuário seguir.

No entanto, na prática o comportamento do usuário pode ser bem diferente do que você planejou inicialmente.

Por exemplo, se você percebe que os usuários nem chegam na landing page, que possibilitaria uma conversão, você pode detectar esse problema por meio do fluxo no relatório de comportamento.

Como montar um relatório personalizado no Google Analytics?

Agora que você já sabe o que o Google Analytics oferece, criar um relatório personalizado pode ser uma alternativa para você. E isso pode ser feito de maneira bem intuitiva! Na página inicial, siga o seguinte caminho:

Em seguida, basta inserir as dimensões e métricas do seu interesse e salvar este relatório.

Agora você pode acompanhar de maneira contínua exatamente o que é importante e estratégico para o sucesso do seu negócio.

Como utilizar os dados do Google Analytics de maneira estratégica?

Como você pode perceber, o Google Analytics já apresenta de maneira padrão centenas de informações valiosas sobre o desempenho do seu site. No entanto, na prática, cada formato de negócio online (blog, e-commerce, portal de notícias, etc) depende de uma estratégia específica, pois os objetivos variam.

Para entender como usar os dados do GA de forma estratégica, responda a essa pergunta:

Quais informações sobre os usuários e sobre as visitas são importantes para mim de acordo com o meu objetivo?

Se para alguns, observar  comportamento do usuário dentro do site é importante, para outros essa informação pode não ser a mais valiosa.

Assim, é preciso saber exatamente qual o seu objetivo para poder estruturar uma estratégia assertiva que leva em conta os dados do Google Analytics.

Com essas informações em mãos, você pode criar um relatório personalizado com as informações mais valiosas para o sucesso do seu negócio.

Um grande tráfego é sinal de sucesso! O que fazer com isso?

O Google Analytics é uma das formas de acompanhar o crescimento do seu tráfego. 

Com um grande tráfego, vem grandes possibilidades!

Uma delas, que você já deve conhecer, é a de monetizar por meio de anúncios no seu site.

E, para isso, você não precisa adicionar mais uma tarefa no seu cronograma. Você conhece a mídia programática?

A Premium Ads é uma empresa de monetização de portais e suporte ao publisher (você mesmo, que tem um grande tráfego orgânico e quer monetizar em cima disso!).

Nós descomplicamos todo o gerenciamento de anúncios no seu site, desde a seleção dos melhores formatos, os melhores locais na página e os melhores conteúdos.

Tudo com o objetivo de fazer você monetizar cada vez mais! E nunca deixamos de lado a experiência do usuário no seu site. Você fica livre para se preocupar com o seu produto que nós gerenciamos sua parte de anúncios e monetização. Vem com a Premium! 

Entre em contato com nosso time comercial para uma análise do seu portal e do seu potencial de faturamento com a mídia programática.

Assine nossa newsletter e fique por dentro das novidades da Premium e do mercado de mídia programática!

Compartilhe

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin