preloader

CPA no marketing digital: como utilizar

CPA no marketing digital: como utilizar

CPA
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter

Anúncios digitais podem ser precificados de maneiras diversas. Ao fazer um anúncio, é possível escolher dentre diversas formas de precificação para monetizar seu tráfego com anúncios. As 3 mais comuns são CPM (Custo por Mil), CPC ( Custo por Clique) e CPA (Custo por Aquisição/ Ação). Todas são métodos de cobrança. O CPC é calculado de acordo com o número de cliques nos anúncios, o CPM por impressões e o CPA é pelo número de conversões.

Como dissemos acima, CPA é uma sigla utilizada para Custo por Ação ou Custo por Aquisição. Quando você utiliza essa métrica, significa que você é pago cada vez que um usuário realiza uma ação por meio de um anúncio que você veicula em seu site. Pode ser fornecer informações, fazer uma compra… Mas a grande questão é: como um publisher pode ganhar dinheiro com uma campanha de CPA? E mais importante, será que vale a pena? É sobre isso que vamos falar neste artigo. 

Como funciona o CPA?

O marketing de CPA é um estilo do modelo de marketing de afiliados que oferece uma comissão ao afiliado quando uma ação específica é concluída. Uma rede CPA facilita uma parceria entre marcas que desejam gerar mais conversões em seu site e afiliados que desejam monetizar seu tráfego. O modelo CPA é um conceito simples que envolve os seguintes players:

  • Anunciantes que desejam um tráfego altamente qualificado para o site de seus negócios e, assim, aumentam as vendas, geram leads ou aumentam as conversões. 
  • Publishers que buscam gerar conversões com o tráfego que fornecem aos sites de comércio eletrônico. 
  • Redes de afiliados que reúnem Publishers e Anunciantes para ajudá-los a ganhar dinheiro promovendo produtos ou sendo promovidos.

Nesse modelo, de certa forma, o publisher consegue receita por comissão sobre as conversões geradas pelo tráfego fornecido. Não estamos falando necessariamente de vendas concretizadas, porque isso pode envolver vários tipos de ação a ser realizada pelos usuários ao chegarem na página do anunciante: baixar um software, assinar uma lista…

Por que um publisher deve trabalhar com uma rede CPA?

CPA

Nosso foco aqui neste artigo está nos publishers que buscam uma alta taxa de monetização, certo? Isto dito, é fato que bons sites e portais podem fazer uma grande diferença nos lucros de um anunciante, então encontrar ofertas de alta qualidade é uma etapa importante no processo de quem quer trabalhar com CPA. Em comparação com outras ferramentas de marketing, alguns pontos se destacam, mas os principais, que fazem brilhar os olhos, são:

  • É muito fácil de configurar e é preciso muito pouco capital inicial para usar essa técnica de marketing.
  • O marketing de afiliados gera 16% de todo o marketing online e quanto mais vendas você gerar, maiores poderão ser suas comissões. 

Como você escolhe sua rede CPA? 

CPA

Sua receita depende consideravelmente dessa escolha, e para isso é preciso conhecer o setor se quiser ser realmente bem sucedido e ganhar dinheiro. Alguns critérios a serem analisados para tomar essa importante decisão são:

  • Longevidade: faça algumas pesquisas e veja há quanto tempo as redes/ anunciantes estão no mercado. Um dos melhores identificadores de uma rede de afiliados de qualidade é a definição de há quanto tempo a rede está operando. 
  • Qualidade das ofertas: o número e a qualidade das ofertas são indicadores-chave da relevância de uma rede CPA. Verifique se a rede CPA tem ofertas exclusivas, que costumam ter vantagens em termos de pagamento.
  • O que os outros dizem: A desvantagem do marketing de CPA são as redes questionáveis que têm práticas duvidosas. Então leia os comentários do outros publishers a respeito delas antes de fechar negócio.
  • Expertise da equipe que o atenderá – afinal é esse equipe que  irá apoiá-lo, orientá-lo e fornecer-lhe todas as informações de que você precisa. Como tal, é essencial que o programa de afiliados dedique algum tempo para conhecê-lo bem e entender exatamente que tipo de tráfego você traz. Uma integração em que o gerente da conta não toma tempo para perguntar quem você é pode não ser uma boa rede de CPA.
  • Condições de pagamento  – são os critérios mais importantes para os editores escolherem uma rede CPA.

Prós e contras do CPA

Para o anunciante, a vantagem do CPA é clara: ao contrário de outras táticas de marketing em que você paga para anunciar sua marca sem garantia de vendas, o marketing de CPA permite que você pague apenas após a venda ocorrer, a uma taxa que você determinar.

Por exemplo, se você está vendendo um par de tênis de $100 e paga a seus parceiros CPA uma comissão de 10% após a venda, você paga apenas $10 em gastos de marketing e desfruta de um retorno sobre o gasto com publicidade (ROAS) de 10:1.

A fórmula de custo por ação é um método de risco muito baixo para os anunciantes e é muito lucrativo quando atinge o público certo e se conecta com influenciadores de qualidade. No entanto, representa o maior risco para os publishers.

Veja bem: o publisher só é pago se um usuário clicar e executar uma determinada ação, como comprar um item. Isso vai te exigir mais tempo de dedicação e ter experiência para garantir que o anúncio leve a uma ação completa. Seu conteúdo deve ser bem adaptado ao anúncio presente na página para que eles tenham sucesso. Por esses e outros motivos, o CPA é uma métrica de alto risco e alta para os publishers.

É importante lembrar que CPM (Custo por Mil), CPC ( Custo por Clique) e CPA (Custo por Aquisição/ Ação) são apenas métricas. E como todas as métricas, são ferramentas. Algumas dessas ferramentas são mais benéficas para os anunciantes do que para os editores, como CPA (melhor para anunciantes) vs. CPM (melhor para editores).

Resumindo: se no CPM o anunciante concorda em pagar ao publisher do anúncio uma quantia pré-determinada para cada mil impressões, independente de gerar cliques ou outras ações, oferecendo mais previsibilidade de lucro, no CPA o publisher só ganha quando o anunciante “vende” (ou quando o usuário realiza a ação desejada pelo anunciante). O valor é maior, mas o trabalho também. Aí cabe a você analisar se realmente vale a pena. 

Premium Programmatic

Conheça a Premium Programmatic

A Premium Programmatic é especialista em gestão de mídia programática, atende mais de 160 portais de notícias do Brasil com 1,2 bilhões de impressões monetizadas mensalmente, integrando o seu portal com as principais demandas e redes de anunciantes nacionais e internacionais, incluindo a demanda premium de anunciantes disponível no Google Ad Exchange, a maior bolsa de negociação de mídia programática do mundo.

Nossa monetização com tecnologia header bidding inclui display (banners), vídeo out-stream, vídeo in-stream, apps nativos, formatos especiais de publicidade, criação e monetização de páginas AMP, consultoria e muito mais. Saiba mais navegando pelo nosso site e entre em contato com nosso time comercial para uma análise de seu portal e potencial de faturamento, sem compromisso

Assine nossa newsletter e fique por dentro das novidades da Premium e do mercado de mídia programática!

Compartilhe

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin