preloader

Title Tag: veja o que mudou com a atualização do Google

Title Tag: veja o que mudou com a atualização do Google

google title tag
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter

Nos últimos tempos, várias pessoas vinham avisando que o Google estava fazendo modificações na title tag das páginas na SERP. A razão para isso era simples: o publisher colocava um título na sua página, mas o Google mostrava outro na SERP. Depois de muitas especulações, a Title Tag Update confirmou essas mudanças! Em agosto de 2021, o gigante de buscas anunciou uma atualização na forma como os títulos das páginas seriam gerados e exibidos na SERP.

Confira abaixo tudo sobre essa atualização e quais os seus impactos para o publisher!

O que é a title tag?

Antes de mais nada, a title tag é uma marcação no código HTML que descreve o título de uma página na internet.

A marcação é feita no código dessa forma:

<title> Título da página </title>

Com essa marcação, o Google consegue entender que aquele é o título que o publisher deu para uma determinada página. Então, o buscador pode exibir esse título em locais como:

  • Na aba do navegador;
  • Na SERP (página de resultados de pesquisa do Google);
  • Nos posts de redes sociais quando compartilhamos uma página.

Qual a importância da title tag para SEO?

Além da importância do Google identificar o título de uma página, definir uma title tag também é importante para o usuário. É assim que ele pode saber qual o conteúdo de uma página.

E definir uma title tag também tem grande importância para o ranqueamento de uma página na SERP. Possuir um bom título também é um fator relevante para a experiência do usuário.

De modo geral, as recomendações para a elaboração da title tag são:

  • O título precisa ser descritivo do conteúdo: o usuário precisa saber do que se trata aquela página;
  • O título deve conter a palavra-chave e você deve posicioná-la no início da title tag. Ela chama mais a atenção dos usuários do que se você colocá-la no final;
  • O título não deve ser muito longo. Partes do texto podem ser suprimidas na tela e o usuário não conseguirá ver de maneira direta do que se trata o conteúdo.

Portanto, otimizar a title tag também é uma forma de mostrar qual o seu conteúdo, como ele é relevante e que ele entrega o que o usuário está buscando. Não espere que o usuário vá entrar na sua página para verificar se ela entrega o que ele está buscando. Ele precisa saber disso só lendo o título!

O que mudou com a atualização de title tag do Google?

Como falamos, o Google já vinha modificando os títulos que eram exibidos para o usuário desde muito tempo, no geral otimizando eles para a palavra-chave buscada.

No entanto, com a última atualização, os novos títulos poderão ser elaborados de acordo com o conteúdo da página, não mais com a intenção de busca do usuário. Assim, se o algoritmo do Google julgar que o título que o publisher colocou não é o mais adequado para aquele conteúdo, ele fará a mudança.

Como o Google vai gerar os novos títulos?

Segundo Danny Sullivan, um porta-voz de pesquisa do Google, para além da title tag no HTML, o buscador também poderá selecionar partes do texto para exibir como título da página na SERP.

Como partes do texto, as heading tags, títulos de artigos e qualquer recorte de conteúdo visual também fazem parte do rol de possibilidades de títulos que o Google pode escolher.

Por que o Google decidiu não usar alguns títulos HTML?

Sullivan apontou algumas razões para o Google selecionar outros títulos para as páginas:

  • Nem sempre a title tag descreve bem o conteúdo da página;
  • A title tag às vezes é muito longa;
  • Keyword stuffing: o publisher insere muitas palavras-chave;
  • Title tag ausente no código HTML.

Se olharmos sob a ótica da experiência do usuário (user experience – UX), podemos entender bem porquê o Google realiza grande parte de suas atualizações.

Não é de hoje que o gigante de buscas vem priorizando a experiência dos usuários, e o Google entende que, para isso, o título da página precisa estar de acordo com o conteúdo que ela oferece.

A tag <title> ainda é importante!

Mas isso significa que a partir de agora os publishers não precisam se importar com a title tag em HTML das páginas já que o Google pode decidir exibir outra coisa? De maneira alguma!

É muito importante pensar a tag title e em como ela se relaciona com o conteúdo, além de construí-la pensando nos parâmetros técnicos de SEO. Segundo Sullivan, em 80% dos casos o Google não precisa substituir o título das páginas, pois ele somente faz uma alteração quando julga que outro trecho é mais adequado.

Portanto, essa atualização é mais um reforço do posicionamento do Google em relação à experiência do usuário. Lembrando a todos os publishers que é preciso oferecer um conteúdo substancial e adequado à intenção de busca da palavra-chave.

Dessa forma, é possível reduzir manobras onde criam-se title tags que nada tem a ver com o conteúdo e que levam o usuário a crer que a página oferece o que ele busca quando isso não é verdade.

Premium Ads: suporte completo para o publisher!

Gostou dessa matéria? Na Premium Ads levamos a sério o suporte ao publisher para que ele obtenha os melhores resultados com monetização, e pensar o seu ranqueamento no Google faz parte disso.

Se é importante para o publisher, é importante para nós!

Conheça a Premium Ads! Somos uma empresa de gerenciamento de mídia programática e suporte ao publisher, e a primeira do Brasil com as certificações Google Publishing Partner e Prebid Verified Partner, atestando a qualidade dos nossos serviços.

Nossa monetização com tecnologia header bidding inclui display (banners), vídeo out-stream, vídeo in-stream, apps nativos, formatos especiais de publicidade, criação e monetização de páginas AMP, consultoria e muito mais.

Entre em contato com o nosso time comercial para uma análise de seu portal e descubra o seu potencial de faturamento.Você pode conferir mais detalhes da atualização de title tag do Google aqui.

Assine nossa newsletter e fique por dentro das novidades da Premium e do mercado de mídia programática!

Compartilhe

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin