fbpx
preloader

CPC (Custo por Clique) e sua importância em campanhas de mídia paga

CPC (Custo por Clique) e sua importância em campanhas de mídia paga

CPC
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter

O CPC é uma métrica importante a ser considerada nas suas campanhas de mídia paga. Isso porque elas possuem potencial de impulsionar as vendas ou promover uma ação, produto ou serviço rapidamente.

O custo por clique (CPC) indica quanto você paga cada vez que alguém clica em seu anúncio. Este indicador mostra se vale a pena investir em um formato de anúncio na internet.

Obviamente, campanhas pagas significam investimento de recursos. Por isso, as empresas precisam otimizar seus investimentos ao máximo para ter os melhores resultados possíveis.

Assim, é necessário conhecer as estratégias de publicidade existentes para escolher a que se encaixa ao seu modelo de negócio.

Neste artigo, você irá entender mais sobre CPC e como esse indicador pode ser utilizado na estratégia de marketing da sua empresa.

Por que o CPC é importante no marketing digital?

CPC

Em publicidade e marketing, o CPC é importante porque ajuda você a entender quanto está gastando para ganhar cliques em seus anúncios – e levar o usuário a comprar seu produto ou serviço.

Geralmente, o objetivo principal das campanhas é gerar tráfego para um endereço na internet. Neste cenário, se você for o anunciante, você paga por cada clique realizado em seu anúncio em outro site.

Contudo, se você for o publisher, você ganha dinheiro e o CPC indica quanto você está recebendo por aquele espaço disponibilizado no site.

Além disso, o CPC compara o desempenho de suas campanhas publicitárias em relação aos concorrentes e reconhece quais anúncios oferecem o melhor Retorno sobre Investimento (ROI).

De modo geral, o Custo por Clique de uma campanha serve como um termômetro para medir o desempenho de seus anúncios e da própria estratégia de anúncios.

Por exemplo, se o CPC do seu anúncio estiver alto, ele provavelmente precisa de algumas melhorias para ajustar o índice de qualidade ou adaptar a segmentação do anúncio.

Qual a diferença entre CPC, CPM e CPA?

CPC

Agora que você já sabe que CPC é o valor cobrado por clique do usuário em um anúncio na internet, chegou o momento de entender a diferença entre as principais métricas utilizadas em campanhas de mídia paga.

O CPC é diferente de outras estratégias também amplamente utilizadas em marketing digital, como Custo por Mil impressões (CPM) e Custo por Aquisição (CPA).

O CPM é o valor cobrado a cada mil impressões de um anúncio em um site. Ou seja, a cada mil visualizações da campanha em uma página, o anunciante paga uma quantia.

Por outro lado, o CPA é muito mais específico porque os anunciantes só pagam depois que os visitantes realizam a conversão desejada, que pode ser a compra do produto ou serviço.

O CPA é útil para empresas que já possuem altas taxas de lucro em seus produtos já que o preço desse anúncio costuma ser mais caro. Também é usado em campanhas mais agressivas, com foco na conversão.

Por isso, se você está começando a investir em mídia paga agora e deseja gerar tráfego para seu site, o CPC é o modelo mais indicado – continue lendo este post artigo para descobrir o porquê.

Como o CPC é calculado?

CPC

Se você está considerando uma campanha de CPC, saiba que o valor pode ser calculado de forma simples, dividindo o valor investido pelo número de cliques.

CPC = Custo total investido/Número de cliques

Mas esta não é a melhor maneira de calculá-lo, já que um clique não significa necessariamente  uma venda.

Portanto, antes de falarmos a fórmula do CPC, é importante ressaltar que o cálculo do CPC depende de três fatores principais

  • Lance máximo: quanto você deseja pagar quando alguém clicar em seu anúncio;
  • Índice de qualidade: obtido a partir de vários elementos, como relevância da palavra-chave, qualidade da página de destino e taxa de cliques (CTR).
  • Classificação do anúncio: vem de fatores dentro e fora do seu controle, como o contexto da pesquisa de uma pessoa, a qualidade do seu anúncio no momento do leilão e o valor do seu lance.

Aspectos como localização geográfica, palavras-chave e qualidade do site devem ser considerados, já que influenciam no cálculo do CPC.

Localização geográfica

A localização geográfica do usuário ao clicar em um anúncio é o primeiro fator que decidirá como o anunciante está disposto a pagar e tem a ver com a segmentação do usuário.

Palavras-chave

A palavra-chave escolhida pela sua empresa vai depender, é claro, do produto ou serviço que você está vendendo.

Para escolher a palavra-chave ideal, você pode usar ferramentas como o planejador de palavras-chave do Google AdWords e entender os lances para cada categoria.

Qualidade do site

Dois sites com conteúdos semelhantes dificilmente terão mesmo Custo por Clique. Dificilmente um site de notícias criado há pouco tempo terá o mesmo CPC de portais como CNN ou G1. 

Se você for um publisher, a dica aqui é monitorar seu CPC com vários relatórios de desempenho. Você deve ter paciência e investir tempo e recursos para estabelecer um site que tenha tráfego de qualidade.

Agora que você conhece a definição de CPC, vamos ver como calcular o CPC. Para PPC, existe uma fórmula simples que você pode usar.

A fórmula do CPC

Como vimos no tópico anterior, o Custo por Clique é determinado pelo lance máximo, índice de qualidade e classificação de anúncio. Sendo assim, o cálculo do CPC é desenhado conforme a fórmula abaixo:

(Classificação do anúncio abaixo do seu / Índice de qualidade) + U$ 0,01 = CPC

O CPC médio pode ser útil para ter uma perspectiva sobre o desempenho de sua estratégia.

Você pode calcular esse valor para um grupo de anúncios ou campanha de anúncios específicos por meio da fórmula abaixo:

CPC total / cliques totais = CPC médio

Como funciona o CPC na prática?

CPC

Para um leilão de CPC acontecer, é necessária a participação do anunciante (a empresa que está comprando o anúncio), o publisher (a empresa que está vendendo o espaço) e qualquer mediador terceirizado, como o Google.

O Google e sua plataforma de publicidade Google AdWords – uma das mais populares do mundo, utilizam o modelo CPC para pagar os publishers por meio de seu programa AdSense, após deduzir a parcela de participação nos lucros.

Tomando como exemplo o Google Adwords, o CPC funciona mais ou menos assim:

  1. Os anunciantes usam a plataforma Google AdWords para criar campanhas publicitárias;
  2. Os anunciantes escolhem as palavras-chave para as quais o anúncio deve ser mostrado e oferecem um lance para cada clique;
  3. O anunciante A oferece um CPC de R$ 1 para um anúncio que é o lance mais alto oferecido para uma determinada palavra-chave;
  4. O publisher B está registrado no AdSense para vender anúncios em seu site e possui a palavra-chave escolhida pelo anunciante A;
  5. O Google faz a mediação entre os interesses do anunciante A e do publisher B;
  6. Para garantir a receita mais alta para o publisher, o Google leiloará todos os lances feitos por diferentes anunciantes e escolherá o lance mais alto, neste caso o do anunciante A
  7. O anúncio será exibido no site do publisher B e toda vez que um usuário clicar no anúncio R$ 1 será acumulado para o publisher B como ganho e para o anunciante A como gasto.

Contudo, o Google desconta um percentual pelo serviço de conectar publishers e anunciantes. Ou seja, o valor de R$ 1 investido pelo anunciante não será o mesmo do recebido pelo publisher.

Construindo uma campanha com CPC

CPC

Se a métrica de CPC for a melhor para sua estratégia de marketing, é importante considerar algumas características no planejamento da campanha.

Antes de mais nada, você precisa saber exatamente quais são seus objetivos com a campanha.

Dessa forma, você pode identificar a melhor forma de falar com seu público, avaliar o que é mais atraente para ele e quais combinações geram mais engajamento e resultados.

Público-alvo

Tenha a persona do seu produto ou serviço bem definida. Com isso em mãos, pesquise o público-alvo das páginas onde desejaria exibir seus anúncios.

Esta etapa é importante para gerar uma maior conversão e conexão. Afinal, quando você fala com o público certo e no lugar certo, as chances aumentam muito!

Testes

Pesquise cuidadosamente as palavras-chave que podem ser usadas no anúncio e então, realize diferentes campanhas para a mesma palavra-chave.

Existem ferramentas que podem ajudar a encontrar as melhores palavras-chave, a ferramenta do Google é uma delas.

Lembre-se de registrar todos os testes para que, posteriormente, você possa analisar qual deles faz mais sentido para o seu negócio.

Monitoramento

Avalie com frequência o desempenho de sua campanha, lembrando-se de que todos os indicadores positivos e negativos são um aprendizado e um ponto de partida para outras ações.

Faça alterações sempre que necessário, desta forma você também poderá avaliar o que é eficaz ou não.

Como definir se tenho um bom CPC e como melhorá-lo?

CPC

O Custo por Clique varia de acordo com seu setor, tipo de negócio e em quais redes você está anunciando.

Setores mais competitivos e setores com conversões de preços mais altos, como softwares e equipamentos industriais tendem a ter custos por clique mais caros.

Ainda utilizando o Google Adwords como referência, o ROI do AdWords é determinado por quanto você está pagando por cliques e pela qualidade do tráfego que você obtém com esses cliques.

Os anunciantes do AdWords desejam controlar seu CPC e, ao mesmo tempo, melhorar a qualidade do tráfego de visitantes, de modo que o dinheiro que gastam em cliques em anúncios vale a pena.

De modo geral, o CPC pode ser reduzido ao melhorar o índice de qualidade:

  • Taxa de cliques (CTR): medida de quantas vezes seu anúncio é clicado quando aparece nos resultados de pesquisa;
  • Relevância da palavra-chave: os anúncios que são claramente relevantes para as palavras-chave para as quais você está dando lances e que incluem as palavras-chave no texto do anúncio tendem a obter CTRs e Índices de qualidade mais altos.
  • Qualidade do anúncio e da página de destino – é do interesse do Google recompensar os anunciantes que criam anúncios criativos e atraentes que atraem os usuários. Suas páginas de destino (onde os usuários acabam depois de clicar) também devem ser altamente relevantes para suas palavras-chave e anúncios.

A ferramenta AdWords Performance Grader mostra como seu CPC se compara a anunciantes semelhantes.

A área de mídia paga é uma alternativa dinâmica e eficaz para quem está iniciando sua carreira digital.

Ela também proporciona um direcionamento mais específico do que a mídia tradicional, bem como uma maior possibilidade de monitoramento e avaliação dos resultados.

Assim como outras modalidades de mídia paga, o CPC possui pontos fortes e fracos.

Por isso, para obter resultados de sucesso é fundamental que você esteja atualizado e entenda mais sobre as plataformas e ações para reduzir perdas e aumentar o desempenho de suas campanhas.

Conheça a Premium Programmatic

Conheça a Premium Programmatic

A Premium Programmatic é especialista em gestão de mídia programática e atende mais de 180 portais de notícias do Brasil com 1,2 bilhão de impressões monetizadas mensalmente. Nesse processo, integramos esses portais com as principais demandas e redes de anunciantes nacionais e internacionais, incluindo a demanda premium de anunciantes disponível no Google Ad Exchange, a maior bolsa de negociação de mídia programática do mundo. A Premium também é uma empresa certificada pela Google e pela Xandr.

Nossa monetização com tecnologia header bidding inclui display (banners), vídeo out-stream, vídeo in-stream, apps nativos, formatos especiais de publicidade, criação e monetização de páginas AMP e muito mais. Saiba mais navegando pelo nosso site e entre em contato com nosso time comercial para uma análise de seu portal e potencial de faturamento – tudo isso sem compromisso!

Assine nossa newsletter e fique por dentro das novidades da Premium e do mercado de mídia programática!

Compartilhe

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin